Home / Notícias / Cultura do abacaxi é tema de três eventos no Espírito Santo

Cultura do abacaxi é tema de três eventos no Espírito Santo

De 27 de fevereiro a 1º de março, produtores, técnicos, estudantes e formuladores de políticas públicas do Espírito Santo vão poder participar de três eventos relacionados à cultura do abacaxi. Os eventos são realizados pela Superintendência Federal de Agricultura (SFA-ES), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e têm o apoio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas, BA).

Na manhã do dia 27, no Centro Universitário Norte do Espírito Santo da Ufes em São Mateus, vai acontecer dia de campo sobre o abacaxi BRS Imperial, com informações repassadas por pesquisadores da Embrapa sobre melhoramento genético e cultivares do abacaxizeiro (Davi Theodoro Junghans), tratos culturais do abacaxizeiro (Domingo Haroldo Reinhardt) e manejo integrado de pragas e doenças (Aristoteles Pires de Matos), com moderação do professor Moises Zucoloto (Ufes). Em seguida, haverá visita a área de cultivo do BRS Imperial em que está sendo realizada colheita de frutos. “Nosso objetivo é divulgar essa tecnologia para os produtores e técnicos do Espírito Santo de modo que os produtores conheçam a variedade e possam atender ao mercado interno e externo”, explica Dimmy Barbosa, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura e atual gestor da SFA-ES.

O BRS Imperial foi escolhido devido às suas características. “A resistência à fusariose, que é a doença mais importante da cultura, e a polpa amarela, doce e mais consistente mostram que o BRS Imperial é o fruto ideal para explorar mercados diferenciados tanto no país como no exterior. Por isso o trabalho em São Mateus. Estamos tentando convencer os produtores de mamão ligados à Brapex [Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Papaya] a cultivarem o BRS Imperial para exportação”, continua.

Projetos
A SFA-ES, a Ufes e a Prefeitura de São Mateus estão em negociação para desenvolver projetos na área de fruticultura voltados para agricultores familiares, assentamentos e quilombolas e o abacaxi é uma das culturas propostas.

Na noite do dia 28, em Marataízes – principal produtor do estado e um dos principais do país –, haverá palestra sobre Produção Integrada do Abacaxizeiro, ministrada por Davi Theodoro Junghans e Aristoteles Pires de Matos. “Pretendemos desenvolver um projeto de Produção Integrada na região, melhorar o sistema de produção do Pérola e inserir o BRS Imperial. Também estamos programando um projeto de indicação geográfica para o abacaxi de Marataízes”, informa Dimmy.

Já na manhã do dia 1º, palestras técnicas vão ser ministradas no Centro de Ciências Agrárias e Engenharias da Ufes em Alegre, onde vai ser implantado o projeto “Polo de fruticultura na região do Caparaó”, que foi aprovado pelo ministro Blairo Maggi (Mapa) com dotação de 4 milhões de reais para ser executado entre 2018 e 2020.

O Espírito Santo é o 11º estado maior produtor de abacaxi do Brasil, tendo como principal cultivar o Pérola, que tem polpa branca e é suscetível à fusariose.

Léa Cunha (DRT-BA 1633)
Embrapa Mandioca e Fruticultura
mandioca-e-fruticultura.imprensa@embrapa.br
Telefone: (75) 3312-8076

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

 

Check Also

Baptistonia riograndense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas